ConectarAGRO

Ajudando o Brasil e o produtor rural a estar preparado para a Agricultura 4.0

Trator

As novas tecnologias estão transformando a produção no campo. Mas para funcionarem, elas precisam de uma boa conexão com a internet, algo que ainda falta em muitas áreas rurais do Brasil. Enquanto o número de pessoas que diz não ter acesso à rede nas cidades é de 1%, o índice no campo é muito maior: 21%, de acordo com o IBGE.

Para mudar este cenário, grandes empresas do ramo (AGCO, Climate, CNH Industrial, Jacto, Nokia, Solinftec, TIM e Trimble) estão apoiando uma iniciativa pioneira no mercado que visa promover tecnologias abertas em todas as áreas rurais do país: o ConectarAGRO.

Destaque
Torre
A TIM, empresa de telefonia e de internet móvel que apoia essa iniciativa, estima que o investimento para implantar a tecnologia é de até meia saca de soja por hectare – o que representaria um investimento baixo frente aos benefícios que serão obtidos pelo agricultor.
Destaque

Tecnologia de ponta em prol da conectividade no campo

A tecnologia que melhor atende a todas as premissas vislumbradas pelo ConectarAGRO é a LTE 4G 700 MHz, a mesma utilizada na cidade, o que quer dizer que os mesmos equipamentos (smartphones, tablets, modens etc) usados na cidade também funcionarão no campo.

Esta tecnologia proporciona grandes alcances de cobertura nas áreas rurais ou remotas, podendo atingir milhares de hectares com apenas uma simples infraestrutura, formada por torre, rádio e antenas.

A missão do ConectarAGRO é incentivar e promover solução tecnológica para a conectividade, que possa revolucionar a forma de produzir no campo, facilitando a integração e a gestão de toda a cadeia produtiva, e aumentando a qualidade e a competitividade dos produtores.

Tudo isso, para que a sua propriedade possa ter acesso a tecnologias de ponta da Agricultura 4.0, como: máquinas autônomas controladas remotamente, inteligência artificial e internet das coisas, drones para mapeamento do campo e muito mais.

Agricultura de precisão

Perguntas Frequentes

Uma iniciativa apoiada por empresas que visa promover solução tecnológica para estimular a expansão do acesso à internet nas mais diversas regiões agrícolas brasileiras.

Justamente a falta de conectividade no campo por ausência de cobertura que suporte as soluções de tecnologia oferecidas hoje no mercado.

A partir de um problema enfrentado pelo agricultor e empresas do setor, que é a falta de rede e internet no campo, o que impede o acesso efetivo às soluções tecnológicas hoje ofertadas no mercado. O engajamento de várias empresas permitirá uma análise 360° do problema, viabilizando a implantação em grande escala.

Por meio da análise da viabilidade do projeto, aproveitando a infraestrutura já instalada e levando em consideração as condições técnicas e econômicas da região.

Isso significa que as áreas com maior viabilidade possivelmente serão as inicialmente atendidas. Cada empresa disponibilizará seus próprios equipamentos e serviços separadamente. As empresas participantes da iniciativa não desenvolverão conjuntamente quaisquer atividades econômicas e não compartilharão quaisquer riscos ou resultados.

AGCO, Climate FieldView, CNH Industrial, Jacto, Nokia, Solinftec, TIM e Trimble.

Cada empresa contribuirá com seu conhecimento e sua experiência de mercado, desenvolvendo, fabricando e comercializando seus próprios equipamentos, produtos e serviços separadamente.

Sim, o propósito inicial do ConectarAGRO é incentivar solução tecnológica que atenda toda a área agrícola do território nacional.

Um dos propósitos do grupo é promover a adoção das medidas necessárias para a implementação da solução tecnológica incentivada assim que possível.

A iniciativa tem o propósito de expansão, contudo o foco inicial é tratar o problema de conectividade rural no Brasil.

A promoção de tecnologias abertas, abrangentes a soluções de automação no campo, conectando máquinas e pessoas, propiciando, dessa forma, mais liberdade e flexibilidade ao agricultor que usa essas tecnologias. Esse conceito é o diferencial do ConectarAGRO em relação às outras, que, por serem fechadas e limitadas, trazem maior insegurança ao agricultor que usa essa solução tecnológica, podendo limitar as opções e dificultar sua adoção.

Sim. O ConectarAGRO busca promover a conectividade pública sem restrição.

O conceito do ConectarAGRO torna as soluções tecnológicas promovidas preferenciais sobre outras, que, por serem fechadas e limitadas, trazem mais insegurança ao agricultor e dificultam sua adoção.

Os custos de cada projeto serão definidos de forma independente pelas empresas, que, novamente, seguirão desenvolvendo, fabricando e comercializando seus próprios equipamentos, produtos e serviços separadamente. De maneira geral, a solução tecnológica visará apresentar um investimento inferior ao investimento em uma infraestrutura proprietária e seus custos de manutenção.

A operadora que atualmente apoia a iniciativa estima que o investimento para ter a infraestrutura de conectividade é de até meia saca de soja por hectare – o que representa um investimento baixo diante dos benefícios que serão obtidos pelo agricultor.

Sim, todas as empresas que quiserem apoiar a iniciativa serão bem-vindas.

Não. Cada empresa continuará a desenvolver suas atividades e a comercializar seus respectivos produtos e serviços de forma independente e separada.

O ConectarAGRO planeja disponibilizar diversos meios de acesso à informação. Estão planejados websites, divulgação em feiras, palestras em eventos específicos e outros. Informações específicas sobre as empresas apoiadoras estarão disponíveis em seus respectivos canais de relacionamento.

O ConectarAGRO é o nome da iniciativa que tem por objeto promover a conectividade no campo a partir da conjunção de esforços comuns das empresas apoiadoras. Não haverá o oferecimento conjunto, pelas empresas, de soluções tecnológicas promovidas no contexto do ConectarAGRO. Assim, por exemplo, eventuais planos de dados e seus respectivos nomes serão definidos pela operadora.

A solução tecnológica promovida pelo ConectarAGRO visa permitir ao agricultor conectar qualquer uma de suas máquinas à internet, desde que elas estejam aptas à conexão.

Sim. Eventual solução adotada, sendo pública e de padrão global, permitirá a conexão de todos os dispositivos compatíveis, incluindo caminhões, automóveis, drones, sensores etc.

Qualquer máquina poderá se conectar a um padrão global de conectividade, bastando que a máquina tenha recursos de conectividade implementados para que funcione normalmente sob a rede.

O ConectarAGRO visa promover solução tecnológica de conectividade para toda a comunidade agrícola – grandes, médios e pequenos agricultores –, incluindo os da agricultura familiar.

O objetivo da iniciativa é acompanhar constantemente as alternativas tecnológicas. É uma premissa trabalharmos com tecnologias abertas e de padrão global. Dessa forma, já se definiu a opção por 4G LTE 700MHz, que cobre grandes áreas com menor infraestrutura, como a tecnologia que será promovida pela iniciativa já no seu início.

Não. Na realidade, é uma resposta aos anseios do setor. Nós entendemos que a necessidade de conectividade no campo é de todos os produtores, de todos os segmentos.

Sim. Os mesmos equipamentos empregados na cidade em termos de capacidade de dados poderão ser utilizados no campo.

Os planos são definidos de forma independente pela operadora conforme suas próprias práticas comerciais.

Nosso press release divulgado na imprensa tem os contatos de todos os apoiadores da iniciativa. E as empresas apoiadoras da iniciativa ConectarAGRO poderão fornecer informações detalhadas sobre seus respectivos produtos e serviços.

Como chegaram à conclusão sobre o uso do 4G LTE 700MHz?

Conheça as empresas que apoiam a iniciativa de fomentar a conectividade nas áreas rurais do país!